A história do Forex

O mercado de câmbio tem uma longa história que vem desde a Idade Média quando as trocas de moedas começaram a ocorrer após banqueiros passarem a emitir letras de câmbio, que podiam ser transferidas a terceiros.

O moderno mercado de câmbio, caracterizado por uma crescente volatilidade e pouca estabilidade surgiu no século XX. Na década de 30 Londres se tornou o centro mundial do mercado de câmbio e a libra britânica passou a ser a moeda do comércio e de reserva. Como nessa época as transações eram feitas pelas máquinas de telex, ou cabo, a libra passou a ter esse apelido: “cabo”.

Após a II Guerra Mundial a economia inglesa estava arrasada e os Estados Unidos eram o único país não atingido pela guerra em seu território (Pearl Harbour é uma ilha a milhares de quilômetros do continente). Com isso o dólar americano tornou-se a moeda global. Até hoje em dias as moedas do mundo inteiro são cotas com base no dólar.

O Forex começa a se desenvolver a partir de seis eventos dessa época para cá.

Os eventos que levaram ao desenvolvimento do Forex

  • o acordo de Bretton Woods
  • O Fundo Monetário Internacional (FMI)
  • o surgimento de mercados de câmbio flutuantes
  • criação de moedas de reserva;

 

O acordo de Bretton Woods

Assinado em Julho de 1944 pelos Estados Unidos, Inglaterra e França, que acordaram tornar o mercado de câmbio estável, principalmente devido ao controle governamental do valor da moeda. Para implementar o acordo duas coisas foram precisas: organizar o Fundo Monetário Internacional (FMI) e fixar o preço das moedas.

De acordo com Bretton Woods a maioria das moedas foi fixada com base no dólar e era permitido que elas flutuassem somente 1% para cima ou para baixo da taxa. Quando uma moeda excedia essa taxa, o banco central responsável tinha que comprar ou vender e assim trazê-la de volta para a taxa. Já o dólar foi fixado em U$ 35,00 a onça de ouro – tornando a moeda internacional de reserva.

 

O Fundo Monetário Internacional (FMI)

O objetivo do FMI era manter um mercado estável de compra e venda de moeda, facilitando o pagamento em moedas estrangeiras entre os países. Além disso o FMI emprestaria dinheiro aos países com problemas de cumprir sua obrigações com outros membros, com a condição que efetuassem reformas econômicas para eliminar essas dificuldades.

 

Mercados de câmbio flutuantes

Desde 1978 a flutuação das taxas de câmbio foi permitida pelo FMI. Isso significou que as moedas poderiam ser negociadas por qualquer um e o valor delas decorre da oferta e procura do mercado. Não haveria mais pontos de intervenção onde os bancos centrais deveriam compra ou vender.

A flutuação das taxas de câmbio é uma das condições para o forex mas não indispensável. Já a liquidez, essa sim, é indispensável.

Desde que a taxa de câmbio começou a flutuar o mercado forex experimentou um crescimento excepcional. O movimento diário em 1978 era de US$ 5 bilhões e hoje passa de  US$ 3,2 trilhões. Muitos fatores explicam esse crescimento:

  • volatilidade das taxas de juros: a globalização econômica gerou um grande impacto nas taxas de juros, aumentando a volatilidade delas a medidas que mais e mais economias se inter-relacionavam;
  • internacionalização dos negócios: a competição entre empresas aumentou levando-as a abrir filiais ao redor do globo a procura de mercados, matérias-primas e mão-de-obra. A queda do Muro de Berlin acentuou esse processo aumentando o mercado de câmbio mundial;
  • tecnologia e telecomunicações: o progresso da tecnologia e das telecomunicações permitiu um aumento da sofisticação dos das transações de câmbio bem como do seu tamanho.

 

Os eventos acima, combinados, levaram a incrível desenvolvimento do forex visto hoje em dia. Não é possível fazer uma previsão de como será o mercado forex amanhã embora a tendência seja um crescente regulação dos mercados como resposta a crise econômica mundial.

1 comentário em “A história do Forex”

  1. G44 Forex Bitcoin

    Muito massa a história do Forex… Há algum tempo venho acompanhando. Sobre antes do FMI, durante a febre do ouro, que tb contribuiu para a historia do forex, eu li aqui: http://www.g44.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.