Open Office agora se chama LibreOffice e continua excelente

Recentemente comprei um netbook novo  e resolvi instalar o Open Office nele. Normalmente ao se fazer uma pesquisa no Google por "Open Office" íamos cair no site da www.broffice.org . Foi o que aconteceu comigo quando fiz a pesquisa. Mas, para minha surpresa, o site tinha uma nova identidade visual e um "novo" produto, o LibreOffice.

Como não se tratava de um site "fake", instalei o LibreOffice  que na prática era o mesmo e conhecido BROffice de antigamente agora com uma nova denominação. Faltava entender o porquê dessa mudança de denominação.

Pesquisando encontrei o motivo:

  • o Open Office foi um dos muitos projetos open source que Oracle levou junto ao comprar a Sun;
  • A Oracle sempre vendeu seus softwares – Larry Ellinson, sócio da Oracle, deve ter urticária quando escuta a expressão open source…;
  • O Open Office vinha sofrendo problemas devido ao conflito que surgiu entre a Oracle e a comunidade open source.

Para continuar o desenvolvimento, um grupo de colaboradores do Open Office resolveu criar uma versão, bifurcação ("fork") com o objetivo de liberar o Open Office do controle da Oracle. A organização sem fins lucrativos criada para gerenciar esse projeto foi a The Document Foudation e o nome do produto foi chamado de LibreOffice.

 

Open Office e BrOffice agora se chamam LibreOffice

O LibreOffice é baseado no código do Open Office, mas com várias melhorias feitas pela própria comunidade de desenvolvedores. Isso fez com que muitas grandes empresas (Red Hat, Novell, Google, e Canonical) migrassem para a The Document Foudation, para apoiar o LibreOffice, que também atraiu muitos colaboradores independentes.

No Brasil a suíte  BrOffice ainda permanecerá com este nome na versão 3.3.x, tendo o nome substituído definitivamente a partir das versões 3.4.x.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.