Set top box, um dos prováveis alvos de vírus no futuro

Embora a televisão digital ainda “engatinhe” no Brasil, com poucas residências dispondo de set top boxes, empresas de anti-vírus já olham atentas para um mercado que pode se tornar gigantesco.

“Os set top boxes são como minicomputadores, com memória e CPU, de forma que podem ser alvos de ataques”, explica Mariano Sumrell, diretor de marketing da Winco, distribuidora da AVG no Brasil.

No Brasil, no entanto, esses aparelhos ainda estão presentes em poucas casas e uma quantidade menor ainda está ligada à internet. Assim, não há muitas formas de acesso a informações interessantes para crackers e especialistas mal-intencionados.

Isso não quer dizer que em um futuro, cada vez mais próximo, essa realidade não possa mudar. “Os dispositivos vão ficar cada vez mais complexos e estarão conectados à internet. No futuro, podem ser mais uma coisa a ser atacada”, diz Sumrell. Para ele, a integração entre dispositivos eletrônicos pode acelerar esse processo, adiantado em outros países do mundo.

 

TV digital no Brasil ainda mais vunverável a vírus devido ao uso de apenas um sistema operacional, o Ginga

A utilização massiva de um único sistema operacional desenvolvido no Brasil, o Ginga, poderá inclusive facilitar ataques. Quanto mais os usuários estiverem padronizados, mais gente poderá ser afetada por um mesmo spyware ou malware.

1 comentário em “Set top box, um dos prováveis alvos de vírus no futuro”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.