Sites de compras coletivas para pequenas empresas não é vantagem

No Brasil hoje já se contabilizam mais de 1.000 sites voltados para compras coletivas. Já existem até sites que agregam ofertas de ouros sites. Pela quantidade de participantes, já dá para se notar sinais de amadurecimento no mercado de compras coletivas. E já dá também para se saber quem se deu bem com ele e quem se dá mal.

Do lado dos que se deram bem inegavelmente estão os consumidores e alguns poucos empreendedores, que começaram seus sites de compras coletivas no início. No lado dos que se dão mal, estão as empresas anunciantes, com raras exceções.

Muitas vezes para uma empresa anunciar num site de compra coletiva é necessário que ela abra mão de até 75% do preço, entre o desconto para o comprador e a comissão do site de compras coletivas. Se fosse apenas a margem menor, já seria ruim, mas tem muita coisa pior…

Por que vender em sites de compras coletivas é tão ruim para micro e pequenas empresas

  • pessoas que visitam sites de compras coletivas estão a procura de ofertas – não é fácil fidelizá-las quando o preço normal é praticado;
  • ao invés de dar descontos que podem ir a 50% para os consumidores, fora a comissão do site, não teria um melhor retorno criar um programa de fidelidade dando os mesmos 50% de desconto para seus clientes ? Qual o cliente que que tem mais possibilidade de voltar a comprar?
  • sua empresa está apta a atender uma “enxurrada” de clientes de uma hora para outra? Apesar de comprarem com um preço muito mais barato, tais clientes tem o mesmo direito de procurar um orgão de defesa do consumidor no caso de um mau serviço…;
  • você pode ter problemas com seus clientes tradicionais: por que eles gostariam de pagar o preço normal quando um monte de pessoas, que nunca foram no seu estabelecimento, pagam bem mais barato?

Em alguns casos vender em sites de compras coletivas pode ser bom negócio ?

Para uma micro ou pequenas empresa, em alguns poucos casos pode ser até vantajoso vender nos sites de compras coletivas. Mas lembre-se, essas são as exceções, não as regras:

  • desfazer de estoques que vão ficar obsoletos rapidamente;
  • necessidade de fazer caixa muito rápido.

Por que tantas empresas, mesmo não sendo vantajoso, vendem em sites de compras coletivas ?

Simplesmente por que muitas empresas seguem um comportamento “de manada”: se todo mundo está fazendo, eu vou fazer por que deve ser bom…

Esse comportamento de manada é o responsável pela maioria das bolhas de mercado que já aconteceram é que ainda vão acontecer. Lembre-se de algumas:

  • valorização excessiva de sites nos EUA em 2000: empresas que tinham fluxos de caixa negativos com ações cujos preços somavam bilhões de dólares;
  • bolha imobiliária nos EUA responsável pela quebradeira mundial em 2008: se ele ganhou dinheiro vendendo e comprando imóveis e também vou ganhar…
  • atual bolha imobiliária em algumas cidades do Brasil, como o Rio: em 2/ 3 anos os preços subiram mais de 75% sem nenhuma razão sustentável a médio prazo…

A criação de sites de compras coletivas e a venda nitidamente tem as características de uma bolha: uma hora ela irá estourar e talvez aconteça com o aumento da inadimplência atual e o aumento da taxa de juros que o Governo vem praticando.

Continuaram existindo sites de compras coletivas embora a grande maioria vá fechar. Da mesma forma, algumas empresas em determinadas situações irão anunciar neles, mas com descontos e comissões bem menores.

 

Warren Buffett é um investidor bilionário americano que alterna de posição entre o primeiro, segundo e terceiro homem mais rico do mundo, conforme o ano. Não era pobre, mas não começou rico. Entre os livros marcantes  que ele leu, cita sempre o “Investidor Inteligente”, de Benjamin Graham, inclusive seu primeiro patrão.

Graham menciona muito uma característica dos investidores bem sucedidos: ler os números do balanço das empresas e seguí-los ao invés do que o mercado está fazendo. No final das contas, o mercado em um determinado momento irá parar e olhar tais números e aquela “magnífico investimento” verá um estouro da bolha, onde poucos ganharão e muitos perderão.

Como o primeiro passo para ganhar dinheiro é não perdê-lo, a leitura do livro de Graham pode ser muito útil para o micro e pequeno empresário que está pensando em anunciar em sites de compras coletivas…

8 comentários em “Sites de compras coletivas para pequenas empresas não é vantagem”

  1. Boa tarde.

    Começo meu comentário dizendo que é lastimável ler um post como este. Para início de conversa o que estou escrevendo aqui nem será publicado e outra: onde está a identificação de quem escreveu isto?
    Só digo uma coisa, não sou dono de nenhum site de compras coletivas e ainda não sou consumidor destas ofertas, mas sei que o efeito “manada” não tem relação alguma com isto. Resumidamente explico para você(s) o que é isto: Marketing!
    Abraços e sucesso.

  2. Fernando, ao contrário do que você imaginou seu comentário será publicado e, quem sabe, pode aprimorar seu conhecimento.

    Em primeiro lugar toda vez que um meio de comunicação, seja jornal ou mídia eletrônica, não coloca o nome do autor significa que é a opinião dos proprietários. Lembra-se dos editoriais de jornais ? Dessa forma, os proprietários do site são os responsáveis pelo que está escrito.

    Em segundo efeito “manada” tem origem nas ciências sociais é só muito depois de sua formulação passou a ser aplicado ao mercado financeiro, particularmente nas bolhas de mercado que surgem com certa frequência nas economias capitalistas. Em poucas palavras significa comportamentos em massa e irrefletidos.

    É um erro achar que é apenas usado no mercado financeiro – vários outros comportamentos de grupos na sociedade estão sujeitos ao efeito manada.

    E como as micro e pequenas empresas até poucos meses atrás estavam seriamente inclinadas a anunciar em sites de compras coletivas, sem refletir nos benefícios para suas estratégias de marketing (se e que tem…) pode-se identificar um efeito manada nessa adesão.

    Lamento também lhe informar mas uma empresa fazer propaganda em site de compra coletiva é propaganda e não Marketing, um processo muito mais amplo e complexo. Apenas a título de informação, propaganda é um dos 4 PS do mix de marketing.

    Infelizmente a confusão de propaganda com marketing é muito comum no Brasil devido a forma falha como o marketing é ensinado em nossas faculdades/ universidades. Por outro lado, também é um falha dos profissionais de marketing brasileiros que acabam se tornando profissionais rasos por não procurarem se aprimorar e superar a infelizmente comum má formação dada pelos cursos universitários.

    Sucesso para você.

  3. Maria Clara

    Olá!Concordo que no caso dos empreendedores que queiram simplesmente oferecer um desconto para vendas exorbitantes, ou então simplesmente tirar algum produto de estoque os sites de compras coletivas podem até comprometer o seu negócio já que este empreendedor não entendeu o verdadeiro espirito do negócio que é atrair mais clientes para o seu negócio a fim de que ele possa estar utilizando as técnicas comerciais para sua fidelização.
    Um dos grandes problemas em sites de compras coletivas é a de que muitos deles simplesmente querem apresentar a oferta, vender uma quantidade maluca sem a preocupação da busca de fidelização destes clientes e assim criando um circulo de negóio virtuoso.
    Temos sim um site de compras coletivas que é o http://www.rededobairro.com.br que é mais uma ferramenta que apresenta as ofertas aos usuários divididas por bairros e regiões e assim os consumidores estarão aproveitando as ofertas mais próximas de onde estiverem, seja no bairro onde mora, estuda, trabalha, tem amigos, parentes ou amigos e mesmo querendo visitar novos bairros e conhecer o que tem de diferente.
    Muitos empresários talvez nunca tivessem o capital para investimento em divulgação que o site de compras coletivas oferece fazendo sua marca, seu produto ou serviço e seu estabelecimento mais conhecido junto aos usuários.
    Recebemos vários comunicados de usuários dizendo que moravam em determinado bairro e que nem sabiam da existencia daquele produto ou serviço que agora são clientes.
    Portanto, não acredito na não existencia de vantagem em se formar uma parceria com sites de compras coletivas, pelo contrário.. o único ponto é realmente o empreendedor ter a consciencia do por que estar fazendo ação mercadológica sem a preocupação fundamental exclusivamente com a quantidade de venda e sim mais uma maneira de tornar o seu negócio mais conhecido e buscar realmente fidelizar estes novos consumidores frente a concorrencia cada vez maior…

  4. Francislaine

    Olá, boa noite!
    Eu fui Esteticista, tinha varias clientes, até que na minha cidade chegaram os sites de compras coletivas. Logo, minhas clientes começaram a comprar pelo site e eu perdi o movimento na clinica… resultado: mudei de profissao. Eu nao podia me render a fazer tbm uma promoção no site, porque iria quebrar do mesmo jeito, já que o desconto é enorme e a comissao tbm. Logo preferi pular do barco. Confesso que fiquei muito triste, pois na faculdade e em cursos na área da beleza beleza, etc, qdo falamos em custos e como colocar preço nas sessoes, sempre batíamos na tecla que a colega que punha desconto demais estava prejudicando as outras, ja que os clientes nao entendem muito bem os custos de umas essão de massagem com aparelhos, sem aparelhos, com bom produto, com esteticista formada ou nao, etc, ou seja, se fulana faz mais barato, vc é que é careira… e no site é muito barato, entao as clientes pensam que dá sempre para se trabalhar com esse preço super baixo. Até teve uma que me pediu para dar o mesmo desconto para ela para ela nao comprar no site: preço 33 sessões de estetica por 29,90, como eu poderia trabalhar com esse valor??? Bom nao sei se consegui expor o que penso, porém agradeço a atenção.

  5. Leomário Vasconcelos

    Bom dia, concordo plenamente com a opnião do site e digo mais, os pequenos estão se matando através de ofertas nos sites de compras coletivas, e ninguém acaba ganhando nada a não ser os donos dos supostos sites, gente é melhor investir em nosso público que já esta fidelizado do que no dono dos sites, vamos pensar um pouco: 01) as vendas coletivas apenas tumultuam os nossos estabelicimentos uma vez que não estamos preparados para tal tipo de venda, 02) a falta de fidelização dos clientes conosco , e assim poor diante os pequenos tem que refletirem bem antes de descidir sobre este tipo de investimento… pensemmmmmm

  6. Pessoal, o texto do site é tão coerente que nesta semana está repercutindo muito um videoclipe de criação do 1° ANTICOMPRAS COLETIVAS DO BRASIL. Tanto que o vídeo tem o sugestivo nome de CUPONS DE QUINTA. Está fazendo sucesso justamente por focar consumidores, empresários e até mesmo a empresa que está lançando a solução. O site para ver o vídeo é http://www.plingo.com.br e para os empresários interessados, há um campo para ser preenchido chamado COMERCIANTES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.